sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Os Desastres, os Haitis e as Serras no Hipercapitalismo


Imagem publicada - uma fotografia de um dos milhares de acampamentos de haitianos, com milhares de tendas militares ao fundo, que têm em um enorme telão a projeção de uma ''novela'', ao centro, para que possam continuar sonhando/acreditando na Sociedade do Espetáculo, e, talvez, esquecer todas as corrupções, explorações, humilhações e escravagismos a que o povo do Haiti foi e continua sendo submetido. O Haiti 01 ano após ainda é um país em ruínas, com disputas macropolíticas que determinarão quando e quem irá ''doar'' dinheiro para sua resconstrução. Um país de milhares e incontáveis mutilados e novos membros da multidão de pessoas com deficiência do mundo... E no telão vemos o rosto de uma criança negra... (Acampamento de Carradeux, New York Times)


"Todos os dons recebidos pelo homem através de seu profundo conhecimento da natureza - os progressos da sua tecnologia, de sua química, de sua medicina -, tudo aquilo que parecia poder atenuar o sofrimento humano, tendem por um espantoso paradoxo, arruinar a humanidade..."
Konrad Lorenz


Quando li pela primeira vez, há muitos anos, Civilização e Pecado de Konrad Lorenz, não tinha a idéia de seu caráter de ''futurologia ". A gente não olha para o futuro como possibilidade, principalmente quando falamos de Desastres, Calamidades, Catástrofes, ou melhor de cenários de destruição. Como Lorenz era apenas um etólogo, aliás um ramo científico por ele formulado como "um estudo científico e comparativo do comportamento instintivo e aprendido dos animais", sua visão é datada e contextualizada. Este cientista concluiu que a liberdade raramente existe sem perigo. Acrescento não há vida sem risco. Há sim a perpetuação aética de nossos "erros capitais".

Hoje, bombardeado pela incessante midiatização do sofrimento dos afogados, dos soterrados e dos desabrigados, por chuvas, represas abertas, descaso e imprevisão política, fiquei "atolado".
Fiquei me sentindo preso entre idéias de Lorenz e de Naomi Klein, cuja atualização já fiz quando escrevi sobre O Aprendizado do Desastre, há um ano atrás.

As teorias de Lorenz são fundamentadas na "análise dos processos que ameaçam o ocaso da civilização e o fim da humanidade, ditados pelas leis naturais...". Em 1973 esse cientista ganhou o Prêmio Nobel de Medicina, tendo lançado um grito de alerta sobre a urgência, já naquela época, de se preservar e conservar o Meio Ambiente para que em breve este "não se torne inadequado à sobrevivência" de seres humanos.

O que estamos fazendo com nossos ''dons"? apenas aplicando à contabilidade de uma máquina cruenta de calcular corpos soterrados? ou nossa matemática de mortos e vidas destroçadas ainda não é suficiente para a naturalização da Doutrina do Choque, com nos afirma Naomi Klein?
Para muitos a culpabilização do volume de água que os céus nos derramam é a única explicação. E aí podemos cantar que: "olha lá vai passando a procissão, eles acreditam nas coisas lá do Céu...", e apenas ''orar" ou "chorar" perante as perdas de vidas humanas e o arrasamento das cidades. Aparece, como mostram as telas, nossa solidariedade que se, potencializada coletivamente, poderá ser trasmitida para a proposta das 3 Ecologias de Guattari.

A mudança que desejamos diante dessas devastações naturalizadas é urgente. Não deveríamos esquecer de nossos semelhantes haitianos, após 1 ano de terremoto. Ainda tremem as pernas e pés desses negros e negras diante da Cólera e do abandono das promessas de reconstrução de seu país, suas casas, suas vidas.

Como podemos nos reaproximar desse Haiti Vivo que sumiu por um longo período das telas e dos noticiários, retornando quando a Dona Morte atinge mais de perto os nossos vizinhos estaduais?. Nos distanciamos, processo humano de proteção de si e dos narcisismos, de quaisquer sofrimentos intensos que atingem, primeiramente, o Outro ou os Outros.

Precisamos rever a nossa construção de uma Ecosofia e de uma Ecologia Humana. Para Lorenz: "a ecologia humana se transforma muito mais rapidamente que todos os outros seres vivos. O ritmo lhe é ditado pelo progresso de sua tecnologia, sempre acelerado e em progressão geométrica..." Para ele isso é responsável, ao modificarmos profundamente nossos meios ambientes, até mesmo por nossas ruínas das "biocenoses nas quais vive e das quais vive". Reforçamos a teoria de que criamos as condições e meios através dos quais podemos criar ou destruir a Vida, muito mais na direção de ''manipulação'' dos desastres do que na direção de outros modos ecosóficos de viver e TRANSMITIR A VIDA.

Por isso digo que não estou ''chocado" com as imagens que atolaram nos meios televisivos. Estou apenas mais consciente da urgência de analisarmos quais são os nossos "pecados", ou melhor nossas "armadilhas", que mantemos, macropoliticamente, em construção e recriação, do que chamamos, eufemisticamente, de Civilização. Seremos transmissores de Vida em 2011, insisto na pergunta?
Me interrogo: - seremos apenas os "homo homini lupus" (o Homem é o Lobo do Homem)? ou podemos, micropoliticamente, re-inventar a liberdade e a crítica, através de uma Bioética e Ecosofia de mãos dadas, desmontando as artimanhas do Hipercapitalismo, encontrarmos as saídas para um mundo sem Arcas de Noé ou Naves, "made in China" e privatizadas de 2012?

Qual é a distância (humana) entre Porto Príncipe, Itatiaia, Nova Friburgo, Concepción, Franco da Rocha, Santiago, Três Corações, Temuco, Petrópolis, Brisbane, e onde vivo? Será que terei a resposta do poderoso computador Tupã do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), instalado na cidade com nome de água cheia de força e intensidade: Cachoeira Paulista?

copyright jorgemarciopereiradeandrade (2010-2011 - favor citar o autor e as fontes em republicações livres na Internet ou outros meios de comunicação de massa)

Leia também no Blog -
O APRENDIZADO DO DESASTRE - O Hai di Ti é em qualquer lugar - http://infoativodefnet.blogspot.com/search/label/Capitalismo%20do%20Desastre

GRACIAS A LA VIDA EN EL CHILE -
 http://infoativodefnet.blogspot.com/2010/03/gracias-la-vida-en-el-chile.html

A MATEMÁTICA CRUENTA - Um povo amputado - http://infoativodefnet.blogspot.com/2010/02/matematica-cruenta-um-povo-amputado.html

AS MASSAS E OS SOBREVIVENTES - Terra Trêmula - http://infoativodefnet.blogspot.com/search/label/Haiti

O HAITI NÃO ERA AQUI - A Terra Queimada -
http://infoativodefnet.blogspot.com/2010/01/o-haiti-nao-era-aqui-terra-queimada.html

Indicações/referências bibliográficas:
CIVILIZAÇÃO E PECADO, os oito erros capitais do Homem - Konrad Lorenz - Círculo do Livro, São Paulo, SP - 1977.
A DOUTRINA DO CHOQUE - A Ascenção do Capitalismo de Desastre - Naomi Klein - Ed. Nova Fronteira, Rio de Janeiro, RJ, 2009.
AS TRÊS ECOLOGIAS - Felix Guattari - Ed. Papirus, Campinas, SP, 1990.


ARTIGO - LA VALORACIÓN ECONÓMICA DE LOS DESASTRES: UNA APROXIMACIÓN METODOLÓGICA -Dra. Ana Fernandez-Ardavín &Dra. Carmen Calderón Patier, Dra. Monserrat Cabello Muñoz y Dra. Isabel Martínez Torre-Enciso
http://www.proteccioncivil.es/es/DGPCE/Informacion_y_documentacion/catalogo/carpeta04/cd1987-2003/doc/b5/Economica/J.TecnicasS2-4.pdf

10 comentários:

  1. Jorge
    O rio não subiu tanto assim como a defesa civil anunciou por aqui...mas já escuto pessoas culpando o lixo, o desmatamento, até forças divinas, mas nunca a si mesmos como colaboradores nesse processo de degradação. Até quando o ser humano continuará cometendo os mesmo erros, héin?

    ResponderExcluir
  2. Querida Turmalina
    A gente não consegue mesmo olhar para nossa participação na degradação do viver e dos meios que nos cercam ou cerceam...mas temos de insistir para que conheçamos nossos multiplos rios, riachos e córregos da alienação, e, buscando seu conhecimento e nagegação, tentar outras cartografias e hidrografias para a VIDA... Hoje mesmo encontrei uma solução simples e barata para as estradas vicinais de terra batida do Brasil, é uma matéria publicada em 30 de junho de 2010 sobre as "caixas secas", um simples buraco para captação de enxurradas que impede erosão e assoreamento e ainda eleva armazenamento no lenços freatico... mas como é muito economica e simples talvez por isso ainda não esteja nas estradas dos sopés das montanhas brasileiras... assim tambem podemos encontrar nossas soluções para nossos profundos lençois d'agua cristalina ou cheia de lodo...Será que queremos? um doceabraço jorge marcio

    ResponderExcluir
  3. "Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma maneira bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para congratularmo-nos ou para pedir perdão, aliás, há quem diga que é isto a imortalidade de que tanto se fala." (José Saramago)

    “No mundo, a fórmula para encontrar a felicidade com esplendor é uma gota de verdade dentro de um litro de amor". Maria João de Deus - (Chico Xavier).

    “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons” Martin Luther King

    O silêncio dos supostos "bons"... A maioria deles aonde está? Até onde será que o silêncio está acorrentado ao processo de alienação? E a educação, cumpre ou não cumpre seu papel dentro dessa sociedade brasileira? Acredito que, de certa forma, a escola é produtiva em questões alienatórias e improdutiva em questões simples, como por exemplo, Lei de causa e efeito (Universo, Terra etc...)

    Valeu pela reflexão.
    Um super abraço,
    Ana Floripes

    ResponderExcluir
  4. CARISSIMA ANA FLOR IPES
    reitero meu agradecimento por sua participação no blog com comentários que acrescentam e complementam as minhas idéias. Em especial a referência ao Dr. Martin Luther King que receberá homenagens no dia 17 de janeiro, e que ainda deve nos inspirar com o desejo de um Outro Mundo possível, onde as diferenças serão respeitadas e as diversidades (inclusive do Meio Ambiente) valorizadas... um doceabraço e continue voltando ao blog sempre jorge marcio

    ResponderExcluir
  5. Amigo Jorge,
    Que texto reflexivo e conscientizador! Achei brilhante!
    Como a mente humana pode ignorar deliberadamente a lógica e a sabedoria?
    Avançamos extraordinariamente na ciência e tecnologia, no entanto as pessoas continuam, mais do que nunca, individualistas, competitivas e narcisistas. Acredito que os grandes veículos da mídia tem uma grande parcela de culpa em relação a isso.
    Mas apesar disso tudo, ainda acredito no que você ressaltou "re-inventar a liberdade e a crítica, através de uma Bioética e Ecosofia de mãos dadas, desmontando as artimanhas do Hipercapitalismo..." Não podemos deixar de acreditar num mundo melhor. A sua citação de Martin Luther King foi perfeita!

    Amanhã colocarei este link no blog.

    Abraços e ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Querida Vera blogueira alerta e consciente
    Muitissimo obrigado pela leitura atenta e critica do meu texto, e espero que os leitores do Deficiente Ciente possam ser alertados sobre os nossos dons e nossos erros capitais em permanente repetição... um doce e agradecido abraço jorge marcio

    ResponderExcluir
  7. Olá Jorge
    estou sempre recebendo seus emails e passando por aqui! Adoro!
    Não sei se você conhece o meu blog sobre a vida de uma paciente de esclerose múltipla.
    Vi aqui no seu blog sobre o mecanismo para os paraplégicos voltarem a se movimentar e que foi desenvolvido aqui onde moro, São Carlos.
    Mudando de assunto, acho que brasileiro sempre quer tirar a responsabilidade de tudo de ruim que acontece, e desse jeito nunca a coisa muda!

    Passa lá pra me visitar!!! http://avidacomesclerosemultipla.blogspot.com
    Abraços
    Fabiana

    ResponderExcluir
  8. CARA FABIANA
    Agradeço a visita e o comentário, e já venho realizando uma difusão de notícias pelo meu Twitter, e lá já se acumulam muitas notícias para que possam compreender a Esclerose Múltipla e as pessoas que convivem com EM. Fui ao seu blog e já o adicionei a lista do InfoAtivo Defnet. Espero novas visitas e comentários, enviando meu abraço doce jorge marcio

    ResponderExcluir
  9. É AMIGO JORGE continua a urgência, a necessidade de rever valores e atuação dos seres humanos destruidores da natureza, de culturas, de povos e riquezas! Temos que analisar "nossos pecados" indiferenças com o sofrimento dos povos e pessoas que vivem abandonadas! Os Haitianos ainda estão abandonados,saqueados, explorados por aqueles que se dizem "civilizados" Continuam vitimados pela cólera e suas pernas, pés, corpo todo treme! O país ainda não foi reconstruído e, novamente, outro desmoronamento, destruição, mortes! A mídia, os países ricos, os milionários que esbanjam riquezas não se lembram que, nesse momento, milhares de Haitianos precisam de socorro, necessitam de água, alimentos, produtos de higiene e de pessoas que se desloquem para lá para prestar socorro aos desabrigados, feridos, doentes! Eles precisam de ajuda humanitária com urgência!

    ResponderExcluir
  10. É urgente ouvir o seu clamor Jorge! Não adiante orar, chorar, reclamar e não agir! A humanidade continuar destruindo o meio ambiente, culturas, povos e depois lamentar os acontecimentos! O Haiti continua esquecido, explorado e cada vez mais atingido por temporais, desastres do meio ambiente, exploração dos países ricos! O país, o povo ainda tremia e não havia reconstruído nem superado o trauma do desmoronamento, as doenças, o desemprego,e todo tipo de sofrimentos, e novamente, vem outro terremoto e mais destruição, mortes!A mídia, os países ricos, os homens bilionários fecham os olhos, os ouvidos , a solidariedade e nada fazem! O Haiti precisa urgente de água potável, de alimento, roupas, de pessoas que ajudem socorrer os desabrigados, feridos, doentes! Necessitam da ajuda humanitária de todos os países e pessoas!

    ResponderExcluir